--> Polícia Civil do Paraná resgata 19 cães em rinha de SP; churrasco com carne de cachorro era servido | Apelo Canino Skip to main content

Polícia Civil do Paraná resgata 19 cães em rinha de SP; churrasco com carne de cachorro era servido

17/12/2019

De acordo com a Polícia Civil, médicos, veterinários, um policial militar e cinco estrangeiros estão entre os detidos. Ao todo, 40 pessoas foram detidas na noite de sábado (14).

A Polícia Civil do Paraná resgatou 19 cachorros de uma rinha no estado de São Paulo na noite de sábado (14). Quarenta pessoas foram detidas e levadas para a Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente, em São Paulo.

De acordo com a Polícia Civil, médicos, veterinários, um policial militar e cinco estrangeiros estão entre os detidos.

Os cães são da raça pit bull e, segundo a Polícia Civil, estavam muito machucados. Alguns estavam mortos. Churrasco com carne de cachorro era servido aos participantes da rinha, ainda conforme a Polícia Civil.

Investigações

As investigações começaram com um criador um treinador de pit bulls. Eles são de Curitiba e de São José dos Pinhais.

A Polícia Civil do Paraná informou que seguiu os dois até a Grande São Paulo e, então, solicitou o apoio de policiais civis de São Paulo. A rinha ficava em Mairiporã, na Região Metropolitana de São Paulo.

Os crimes

De acordo com a Polícia Civil, os suspeitos devem responder por associação criminosa, maus-tratos contra animais com agravante de morte e jogo de azar.

Resgate

Na tarde desta terça-feira (17), a Polícia Civil finalizou o resgate dos 33 cachorros da raça pit bull encontrados na região do Chácaras Reunidas Ipê, em Itu (SP). Os animais foram levados para entidades para serem medicados.

Na força-tarefa participaram voluntários e representantes de ONGs de várias cidades da região de Sorocaba e da Grande São Paulo.

A veterinária Patrícia Daut, presidente da ASPA Itu, foi até a chácara e identificou situação de maus-tratos. A maioria, segundo ela, estava magra e doente.

De acordo com a polícia, foram encontrados indícios de que os cachorros eram alimentados com restos dos outros animais mortos que eram criados na propriedade, como bodes e gambás.

Denúncia

Na tarde de de segunda-feira (16), uma denúncia anônima informou que os animais estavam sendo retirados da propriedade depois da ação que prendeu 41 suspeitos.

Vídeos registrados mostram que os animais ficavam espalhados e acorrentados em espaços separados. Como algumas casinhas estavam vazias, a polícia suspeita que eles estavam sendo retirados.

Ainda no local foram identificados aparelhos, como uma esteira que poderia ser usada para o treinamento dos cachorros.

A perícia foi acionada e imagens de câmeras de segurança devem ajudar a polícia na investigação sobre a movimentação no endereço.

Operação

No momento em que os policiais invadiram o local, ainda segundo a investigação, houve resistência por parte dos suspeitos. As apostas eram feitas pessoalmente e também pela internet. Ao todo, foram apreendidos R$ 47 mil.

Dos que foram presos, apenas o suspeito de organizar o evento teve a prisão mantida pela Justiça após audiência de custódia no Fórum de Guarulhos nesta segunda-feira (16).

Entre os detidos que foram liberados estão o veterinário e o médico que, segundo a Polícia Civil, eram responsáveis por reanimar os cães machucados durante as lutas.

Os quatro estrangeiros que foram presos em flagrante tiveram a soltura decretada mediante pagamento de fiança. Eles também ficam proibidos de deixar o Brasil e devem entregar seus passaportes.

Os suspeitos podem responder por associação criminosa, maus-tratos contra animais com agravante de morte e jogo de azar.

Por G1 PR — Curitiba



Comente

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Fale Conosco

Atenção! No momento não estamos realizando resgates solicitados por e-mail ou telefone. Pedimos a gentileza de não insistirem.

Contatos


Qual é o motivo do seu contato? Veja se a sua dúvida está aqui!

Endereços e Telefones

Não divulgamos publicamente o endereço do abrigo. Lamentavelmente
o número de abandonos em nossas portas é alto.

Devido a grande demanda de visitas e ligações estamos fazendo inicialmente o contato somente por e-mail. Obrigado pela compreensão!

Colabore Conosco!

Banco do Brasil
Agência: 0104-x | Conta-corrente: 89292-0

Caixa Econômica Federal
Agência: 3044 | Operação: 013 | Conta Poupança: 17486-6

PagSeguro
Clique aqui para doar usando cartões de crédito, débito em conta ou boleto.